Skip to content

Viu Mesa | Unreal Estate

Outro jogo que eu peguei em Essen e já Viu Mesa foi o Unreal Estate. Este é um card game rápido, estratégico e bastante divertido, do designer Jason Slingerland, lançado pela Grand Gamers Guild em 2017. Eu já havia jogado o jogo em sua versão print & play, que é um pouco diferente do jogo final e já havia gostado bastante.

Durante o jogo você tenta conquistar mais pontos ao vender e comprar propriedades. Os jogadores tentarão buscar propriedades do tipo que está com demanda alta, pois as propriedades vendidas pelos jogadores pontuam de acordo com o demanda que existe por elas. Todo turno, os jogadores fazem uma de duas coisa:

1 – Jogam cartas de suas mãos para pontuar;

2 – Compram uma carta na linha de ofertas e colocam aquela carta em suas mão.

As cartas da linha de ofertas que não forem para as mãos dos jogadores irão, então, para a pilha de demanda, atuando assim como modificadores de valores das cartas a serem vendidas. As regras completas do jogo você pode encontrar aqui.

Eu joguei duas partidas em Essen, ambas em dois jogadores. Além dessas partidas, já havia jogado em 2 e em 3 jogadores algumas vezes com a versão print & play aqui no Brasil. O jogo é bastante sólido e muda completamente de dinâmica de acordo com o número de jogadores, mas sem perder o brilho. Sabe quando o 7 Wonders é uma ótima opção de jogo estratégico em 3 pessoas e também pode ser uma ótima opção de jogo “não-party” em 6 ou 7 pessoas? Então, a sensação aqui é a mesma. O jogo é o mesmo, funciona legal, mas a proposta é diferente. O controle que se tem em 2 jogadores é extremamente alterado quando o jogo é jogado em 4 ou 5 jogadores, mas ainda assim ele funciona bem.

No final das contas, as decisões que você faz, que são extremamente interessantes, são: pontuo menos nesse para atrapalhar o outro jogador, ou pontuo mais este antes que pontuem na minha frente? Às vezes surge também uma outra questão: vale a pena não pontuar agora para pegar mais essa carta desta propriedade? A decisão é sempre bem interessante e você faz isso de um jeito leve, divertido.

É um filler estratégico em dois ou três jogadores, um filler tático em 4 ou 5 jogadores, e eu acho que vai funcionar muito bem em sua mesa com eurogamers querendo um momento de descontração entre jogos maiores. Ele tem um pouco de Take That, mas dentro da proposta do jogo. É leve, mas engaja bastante, com os jogadores tentando fazer jogadas de multiplicações grandes. Eu recomendo.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *